Conselho de amigo

Nurembergue – Dezembro 1940
00:07h – Gabinete do Partido Nazista



Como todas aquelas noites, esta em particular causara um temor especial, o frio que era barrado pelos vidros das janelas não venciam seus opositores, cumprindo seu dever, o fogo na lareira bruxuleava na parede norte, que por sua vez, ostentava a cruz gamada, que fora delicadamente costurada a mão com fios de ouro em uma longa seda vermelha.

Na sala, uma mesa pesada feita de madeira escura, talhada por escultores habilidosos, dava vida a figuras de floras e faunas germânicas, nas suas extremidades, águias adornavam com beleza plena que era de enganar os olhos fazendo qualquer mero mortal acreditar na vida em suas pupilas envernizadas. Com asas grandes e bicos afiados, seriam de grande inspiração para os exércitos nazistas a tal imagem encorajadora da ave de rapina.

Dois oficiais, um general e um coronel, vangloriavam-se frente ás ultimas vitórias, estudavam suas estratégias e deliciavam-se com suas conquistas. Sobre a mesa, uma garrafa de vinho frisante vindo da região de Champagne, na França. O prêmio reluzia a única luz dançante amarelada provinda da parede norte, ao lado desta, jazia mais duas garrafas vazias.

Agora ele decidiu ir para o fronte, depois desta vitória criou coragem, irá se alistar e conta comigo para “agilizar as coisas” – disse Hurtz, um general veterano de guerras – mas claro que não o mandarei para a guerra.
Ora meu caro Hurtz, teu filho merece este gosto, por ter o pai como exemplo desde a grande guerra que o consagrou.

Gustav – indagou o bêbado general – você sabe que não fiz muito, você testemunhou – disse com modéstia Hurtz.

Como seu subordinado eu segui sua sábia estratégia e por isso bebo e brindo – levantou-se e ergueu a taça em brinde na direção das suásticas penduradas na parede norte – BEBO VIVO !

Salve Hitler – reiterou Hurtz

Um corredor longo, do lado oposto a lareira que era adornada por ouro, mármore, marfim e pratas, acompanhada por dois estandartes em seda vermelha da altura de todo o pé direito da parede norte, com suásticas em destaque e em par, á direita e esquerda da fonte de calor da sala, que do lado oposto obtinha duas folhas de madeiras grossas e abertas compondo uma das mais belas portas do prédio.

No corredor enorme, com estátuas titânicas em mármore de figuras mitológicas, revezavam com bandeiras do partido nazista por toda a extensão do imponente caminho. Seu piso frio era de fácil ressonância e de muito longe um som aumentara de forma gradativa até romper com o dialogo dos vitoriosos oficiais.

O tenente Shimitz, em passos longos e rápidos prosseguiu até parar diante a porta aberta, o que viu foi a silhueta de um senhor de barriga aparente e outro esguio e alto em pé, prestando reverencia a suástica da parede norte.

Salve Hitler! – apresentou-se Shimitz

Qual o porquê desta cara, homem? – perguntou olhando por cima de seu ombro esquerdo o nobre Gustav.

O inimigo ousou e avançou, atacou Berlim com uma aeronave, mas foi abatido. – afirmou Shimitz

COMO ISSO É POSSIVEL? – aos berros, Hurtz levantou-se e com um potente soco na mesa, acabara de derrubar duas garrafas vazias.

Na... Não sabemos Senhor!! – recuperou-se do susto, o temente Tenente Shimitz nunca vira seu superior, mestre das armar tão nervoso.

Para que serve aquela droga de radar, aquilo funciona quando gira? – com seu humor totalmente invertido de um minuto atrás, indaga o novo avanço tecnológico.

O avião não tinha hélices, com certeza é movido a jato, mas nunca vimos uma tecnologia tão avançada, um avião deste porte com a mobilidade apresentada não pode ser um dos nossos projetos fracassados, porém, não tinha bandeira, sinal ou símbolo, suas asas eram dispostas de forma inclinada para traz e um bico tão afiado quanto desta águia – apontando para a águia esculpida na extremidade da mesa – A aeronave não estava tripulada, não havia ogivas, portanto não era um projétil intercontinental, mas não era espião, já que não tinha tripulação. Sua queda não foi provocada por nossas defesas, mais pareceu um pouso forçado. Ela lindamente prateada.

Gustav com um olhar fixo, fundo e quase sem vida retrucou antes que terminasse sua narrativa de admiração.

Ordene que leve este objeto voador para o centro de pesquisas e tecnologia de Berlim, não quero relatórios ou avisos, apenas quem viu poderá participar da remoção dos destroços. Quero sigilo absoluto. Fui claro soldado? - com rispidez ordenou Gustav.

Sim senhor – levantando a palma da mão direita em continência e respeito, executou a meia volta tão bem ensaiada e pelo frio e sinistro corredor, bateu em retirada. Em sua mente não via a hora de sair daquele gabinete e resolver o mistério da aeronave que imitava as rapinas.

Pra que tudo isso? Meu caro... – questionou Hutz - é apenas um avião espião...
Sem Hélices? Sem pátria? Que voa tão bem? Você sabe que os testes dos jatos não são satisfatórios para aeronaves pequenas, seja em combate ou espionagem, e como ninguém ouviu sua chegada? Ora, é um JATO!! Não meu caro, isso não e tão simples... – massageando o bolso esquerdo de seu casaco, Gustav continua – está escrito isso, eu já sonhei com esse dia...
Sonhou? Ora não me venha com crenças agora! – levantou-se irritado o General Hurtz.

Neste instante, enquanto o general saia indignado pelas palavras do colega, Gustav retira do bolso que pressionava contra o peito um pequeno livro de capas negras e escritas douradas, joga-o sobre o tampo de madeira, o livro com toda força pela qual fora arremessado, desliza até a ponta, parando bem na escultura emadeirada da imponente águia que havia no canto sul mesa.
Exatamente ao alcance do general que ali passava a passos firmes.
Hurtz olha com desprezo para o pequeno artefato de papel, encara o colega, pega o livro quase que por respeito ao oficial e projeta um olhar de forma perfurante que significa: O que quer que eu faça com isso?
Gustav de forma profética diz:

Apocalipse 8:13... Sou tão religioso quanto você, amigo...



Conselho de amigo

Nurembergue – Dezembro 1940
00:07h – Gabinete do Partido Nazista



Como todas aquelas noites, esta em particular causara um temor especial, o frio que era barrado pelos vidros das janelas não venciam seus opositores, cumprindo seu dever, o fogo na lareira bruxuleava na parede norte, que por sua vez, ostentava a cruz gamada, que fora delicadamente costurada a mão com fios de ouro em uma longa seda vermelha.

Na sala, uma mesa pesada feita de madeira escura, talhada por escultores habilidosos, dava vida a figuras de floras e faunas germânicas, nas suas extremidades, águias adornavam com beleza plena que era de enganar os olhos fazendo qualquer mero mortal acreditar na vida em suas pupilas envernizadas. Com asas grandes e bicos afiados, seriam de grande inspiração para os exércitos nazistas a tal imagem encorajadora da ave de rapina.

Dois oficiais, um general e um coronel, vangloriavam-se frente ás ultimas vitórias, estudavam suas estratégias e deliciavam-se com suas conquistas. Sobre a mesa, uma garrafa de vinho frisante vindo da região de Champagne, na França. O prêmio reluzia a única luz dançante amarelada provinda da parede norte, ao lado desta, jazia mais duas garrafas vazias.

Agora ele decidiu ir para o fronte, depois desta vitória criou coragem, irá se alistar e conta comigo para “agilizar as coisas” – disse Hurtz, um general veterano de guerras – mas claro que não o mandarei para a guerra.
Ora meu caro Hurtz, teu filho merece este gosto, por ter o pai como exemplo desde a grande guerra que o consagrou.

Gustav – indagou o bêbado general – você sabe que não fiz muito, você testemunhou – disse com modéstia Hurtz.

Como seu subordinado eu segui sua sábia estratégia e por isso bebo e brindo – levantou-se e ergueu a taça em brinde na direção das suásticas penduradas na parede norte – BEBO VIVO !

Salve Hitler – reiterou Hurtz

Um corredor longo, do lado oposto a lareira que era adornada por ouro, mármore, marfim e pratas, acompanhada por dois estandartes em seda vermelha da altura de todo o pé direito da parede norte, com suásticas em destaque e em par, á direita e esquerda da fonte de calor da sala, que do lado oposto obtinha duas folhas de madeiras grossas e abertas compondo uma das mais belas portas do prédio.

No corredor enorme, com estátuas titânicas em mármore de figuras mitológicas, revezavam com bandeiras do partido nazista por toda a extensão do imponente caminho. Seu piso frio era de fácil ressonância e de muito longe um som aumentara de forma gradativa até romper com o dialogo dos vitoriosos oficiais.

O tenente Shimitz, em passos longos e rápidos prosseguiu até parar diante a porta aberta, o que viu foi a silhueta de um senhor de barriga aparente e outro esguio e alto em pé, prestando reverencia a suástica da parede norte.

Salve Hitler! – apresentou-se Shimitz

Qual o porquê desta cara, homem? – perguntou olhando por cima de seu ombro esquerdo o nobre Gustav.

O inimigo ousou e avançou, atacou Berlim com uma aeronave, mas foi abatido. – afirmou Shimitz

COMO ISSO É POSSIVEL? – aos berros, Hurtz levantou-se e com um potente soco na mesa, acabara de derrubar duas garrafas vazias.

Na... Não sabemos Senhor!! – recuperou-se do susto, o temente Tenente Shimitz nunca vira seu superior, mestre das armar tão nervoso.

Para que serve aquela droga de radar, aquilo funciona quando gira? – com seu humor totalmente invertido de um minuto atrás, indaga o novo avanço tecnológico.

O avião não tinha hélices, com certeza é movido a jato, mas nunca vimos uma tecnologia tão avançada, um avião deste porte com a mobilidade apresentada não pode ser um dos nossos projetos fracassados, porém, não tinha bandeira, sinal ou símbolo, suas asas eram dispostas de forma inclinada para traz e um bico tão afiado quanto desta águia – apontando para a águia esculpida na extremidade da mesa – A aeronave não estava tripulada, não havia ogivas, portanto não era um projétil intercontinental, mas não era espião, já que não tinha tripulação. Sua queda não foi provocada por nossas defesas, mais pareceu um pouso forçado. Ela lindamente prateada.

Gustav com um olhar fixo, fundo e quase sem vida retrucou antes que terminasse sua narrativa de admiração.

Ordene que leve este objeto voador para o centro de pesquisas e tecnologia de Berlim, não quero relatórios ou avisos, apenas quem viu poderá participar da remoção dos destroços. Quero sigilo absoluto. Fui claro soldado? - com rispidez ordenou Gustav.

Sim senhor – levantando a palma da mão direita em continência e respeito, executou a meia volta tão bem ensaiada e pelo frio e sinistro corredor, bateu em retirada. Em sua mente não via a hora de sair daquele gabinete e resolver o mistério da aeronave que imitava as rapinas.

Pra que tudo isso? Meu caro... – questionou Hutz - é apenas um avião espião...
Sem Hélices? Sem pátria? Que voa tão bem? Você sabe que os testes dos jatos não são satisfatórios para aeronaves pequenas, seja em combate ou espionagem, e como ninguém ouviu sua chegada? Ora, é um JATO!! Não meu caro, isso não e tão simples... – massageando o bolso esquerdo de seu casaco, Gustav continua – está escrito isso, eu já sonhei com esse dia...
Sonhou? Ora não me venha com crenças agora! – levantou-se irritado o General Hurtz.

Neste instante, enquanto o general saia indignado pelas palavras do colega, Gustav retira do bolso que pressionava contra o peito um pequeno livro de capas negras e escritas douradas, joga-o sobre o tampo de madeira, o livro com toda força pela qual fora arremessado, desliza até a ponta, parando bem na escultura emadeirada da imponente águia que havia no canto sul mesa.
Exatamente ao alcance do general que ali passava a passos firmes.
Hurtz olha com desprezo para o pequeno artefato de papel, encara o colega, pega o livro quase que por respeito ao oficial e projeta um olhar de forma perfurante que significa: O que quer que eu faça com isso?
Gustav de forma profética diz:

Apocalipse 8:13... Sou tão religioso quanto você, amigo...



Mists of Pandaria mostra sua cara

0

 

PandarenSim amiguinhos a Blizzard Entertainment divulgou nesta última quinta feira, dia 16/08/2012 o cinematic mais esperado pelos fãs de World of Warcraft e também pelos Fanáticos por games e computação gráfica.

Não é novidade que a Blizzard realiza cinematics de extrema qualidade, na minha opinião os melhores que já vi, seja pelo qualidade gráfica, seja pela história, na minha opinião são os melhores.

Este cinematic veio com um peso a mais para quem acompanha a historia do mundo de Warcraft, pois, esta será a quarta expansão do maior MMORPG (Massive Multiplayer Online Role Playng Game – jogo on-line de multi jogadores em Massa).

O jogo clássico, World of Warcraft é de 2004, e sua primeira expansão a Burning Cruzade data de 2006, ou seja, passaram-se 2 anos e os jogadores da época dizem que foi a melhor fase do jogo, difícil e divertido. Nesta segunda fase, novas classes foram introduzidas ao jogo, (Dreaneis e os Elfos de Sangue)

Wrath of the Lich King foi a terceira fase do jogo, em 2008, novamente 2 anos de jogo, e agora veio o mais emblemático vilão, que substitui muito bem Illidan, The Lich King chegou modificando o cenário do jogo, acrescentando um continente e uma nova classe de jogo, os Cavaleiros da Morte. WotLKArthasPose

Enfim, com a queda do Lick King, que na ocasião foi Raid mais difícil, uma raid é quando um grupo de 10 ou 25 jogadores se unem para cumprir um grande objetivo, no caso matar o Lich King. Veio a paz em Azeroth, mas claro não por muito tempo, já que em 2010 veio a terceira e até então acreditava-se ser a derradeira parte desta historia. O Cataclisma.

Cataclism não só no nome, mas no jogo também, muitas mudanças foram feitas e para os velhos jogadores um “emburrecimento” em algumas partes do jogo, mais 2 novas raças, os Goblins e os Worgens (lobisomens), foram acrescentadas.

Alguns já diziam que seria o cataclisma da franquia, assim como os cenários mudaram, transformando desertos em florestas, avançando mares e destruindo capitais, muitos jogadores entenderam que a Blizzard quis popularizar o jogo apelando para uma facilidade maior em sua jogabilidade.

Antes se o jogo era difícil e divertido, Ele se tornou apenas divertido. Claro que continua sendo complexo, mas comparado com a era Burning Cruzade, o jogo ficou no modo easy. Realmente está tudo explicado agora, quests marcadas no mapa, sendo que antes, os jogadores tinha que aprender cartografia para ler os mapas do jogo, dicas na tela, o número e complexidade de talentos reduzidos para um terço do que era.

O que mais assustou a todos foi que a grande e ultima Raid para destruir o vilão maior da história, que agora é o dragão Asa da Morte, the DeathWings, foi uma das raids mais fáceis do jogo, em 2 vezes que você faz já sabia toda a “dança” da luta.

O fracasso não foi tão obvio assim, mesmo porque com a ameaça constante de novos jogos, não foi suficiente para desbancar Word of Warcraft, o jogo Star Wars the Old Republic conseguiu roubar alguns jogadores, uns 2 milhões no máximo, mas o WoW continuou com 10 milhões de jogadores ativos em seus servidores. Porém, a blizzard percebeu que a coisa não ia bem, e tratou de anunciar, com menos de 1 ano de Cataclism a nova expansão, Mists of Pandaria, esse anúncio para alguns foi a prova de que Cataclism, realmente não foi tudo o que esperavam.

Deathwing_CataclysmMeio que com pressa, a blizzard em menos de um ano já tinha servidores teste do novo jogo.

Em todas as expansões, sempre tiveram aberturas maravilhosas, e MoP não ia ficar para traz.

Esse histórico é só uma ideia do universo de World of warcraft, e agora que os maiores vilões do jogo foram derrotados, o que  seria da continuidade da saga? Bem o vídeo dá uma boa ideia, pois a nova raça, os Pandas, e uma nova classe, os monges, pela primeira vez, a blizzard lança uma classe e raça juntos, eles vão mostrar todo um novo continente e novos desafios que na verdade não são tão novos e nem bem um continente isso é…

Quer mais detalhes? Acesse o site da blizzard, jogue gratuitamente até o level 20 o quanto quiser. E se decidir comprar o jogo me procura lá em azeroth.

Aquie está o link, caso queira jogar comigo:

 http://us.battle.net/wow/pt/character/goldrinn/Pallaxs/simple

 

Ah sim, e por favor, não me venham com argumento relacionados com Kung Fu Panda, porque a raça panda e a sua classe monge existe em Warcraft desde meados de 2000 quando o jogo Warcraft III estava em fase de produção. olha a prova aqui.

 

                                           panda war2

Alias este panda é o mesmo do Cinematic.

Curtam esse lindo video…

Mists Of Pandaria–$a expansão de World of Warcraft

 

 

 

VEJA TAMBÉM:

 

Cinematic Clássica do WoW

 

 

 

Cinematic The Burning Cruzade

 

 

Cinematic Wrhat of the Lich King

 

 

 

Cinematic Cataclism

 

 

E que a força esteja com vocês, que é forte.


War3–tipos de jogos

0

 

 

Olá amiguinhos…

 

Não é de hoje que me perguntam como eu jogo Warcraft 3, então resolvi fazer alguns tutoriais bem basicos de como começar a vencer.

 

No episodio de hoje jogarei com Undeads, contra o PC Insane, uma técnica simples pra você começar a pegar gosto e jeito pra coisa.

 

Essa tecnica que usei eu chamo de “que Chato” o objetico e fazer muitos ghouls e nunca deixar seu oponente em “paz” mandando sempre unidades para atormentá-lo.

 

Ela é perfeita quando seu oponente for Humano…

 

bom espero que seja proveitoso, assista i video, assine meu canal no Youtube e não esqueça de comentar ok!

 

 

abração e que a Força esteja com você, que é forte!


SHOW DO MINISTRO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS

0
ESSA CALOU OS AMERICANOS.!!!
SHOW DO MINISTRO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS

Essa merece ser lida, afinal não é todo dia que um brasileiro dá um esculacho educadíssimo nos americanos!

Durante debate em uma universidade, nos Estados Unidos,o ex-governador do DF, ex-ministro da educação e atual senador CRISTÓVAM BUARQUE, foi questionado
sobre o que pensava da internacionalização da Amazônia.

O jovem americano introduziu sua pergunta dizendo que esperava a resposta de um Humanista e não de um brasileiro.

Esta foi a resposta do Sr.Cristóvam Buarque:

"De fato, como brasileiro eu simplesmente falaria contra a internacionalização da Amazônia. Por mais que nossos governos não tenham o devido cuidado com esse patrimônio, ele é nosso.

"Como humanista, sentindo o risco da degradação ambiental que sofre a Amazônia, posso imaginar a sua internacionalização, como também de tudo o mais que tem importância para a humanidade.

"Se a Amazônia, sob uma ética humanista, deve ser internacionalizada, internacionalizemos também as reservas de petróleo do mundo inteiro.O petróleo é tão importante para o bem-estar da humanidade quanto a Amazônia
para o nosso futuro. Apesar disso, os donos das reservas sentem-se no direito de aumentar ou
diminuir a extração de petróleo e subir ou não o seu preço."

"Da mesma forma, o capital financeiro dos países ricos deveria ser
internacionalizado. Se a Amazônia é uma reserva para todos os seres humanos, ela não pode ser queimada pela vontade de um dono, ou de um país.
Queimar a Amazônia é tão grave quanto o desemprego provocado pelas decisões arbitrárias dos especuladores globais. Não podemos deixar que as reservas financeiras sirvam para queimar países inteiros na volúpia da especulação.

"Antes mesmo da Amazônia, eu gostaria de ver a internacionalização de todos os grandes museus do mundo. O Louvre não deve pertencer apenas à França.
Cada museu do mundo é guardião das mais belas peças produzidas pelo gênio humano. Não se pode deixar esse patrimônio cultural, como o patrimônio natural Amazônico, seja manipulado e instruído pelo gosto de um proprietário
ou de um país. Não faz muito, um milionário japonês,decidiu enterrar com ele, um quadro de
um grande mestre. Antes disso, aquele quadro deveria ter sido internacionalizado.

"Durante este encontro, as Nações Unidas estão realizando o Fórum do Milênio, mas alguns presidentes de países tiveram dificuldades em comparecer por constrangimentos na fronteira dos EUA. Por isso, eu acho que Nova York,
como sede das Nações Unidas, deve ser internacionalizada. Pelo menos Manhattan deveria pertencer a toda a humanidade. Assim como Paris, Veneza, Roma, Londres, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, cada cidade, com sua beleza específica, sua historia do mundo, deveria pertencer ao mundo inteiro.

"Se os EUA querem internacionalizar a Amazônia, pelo risco de deixá-la nas
mãos de brasileiros, internacionalizemos todos os arsenais nucleares dos EUA. Até porque eles já demonstraram que são capazes de usar essas armas, provocando uma destruição milhares de vezes maiores do que as lamentáveis queimadas feitas nas florestas do Brasil.

"Defendo a idéia de internacionalizar as reservas florestais do mundo em troca da dívida. Comecemos usando essa dívida para garantir que cada criança do Mundo tenha possibilidade de COMER e de ir à escola.
Internacionalizemos as crianças tratando-as, todas elas, não importando o país onde nasceram, como patrimônio que merece cuidados do mundo inteiro.

"Como humanista, aceito defender a internacionalização do mundo.
Mas, enquanto o mundo me tratar como brasileiro, lutarei para que a Amazônia
seja nossa. Só nossa!


texto extraido de fontes na internet

Doenças autoimunes – uma metáfora Psicanalítica

1

Quando foi pedido para eu redigir algo sobre doenças autoImunes de um ponto de vista psicanalítico eu pensei; Como posso falar algo que é por essência uma questão biológica? a resposta que veio foi, um paralelo, praticamente uma metáfora.

A partir de uma idéia de que uma doença AutoImune é uma patologia que leva o corpo a se defender dele mesmo, chegando ao ponto de destruir células sadias, como por exemplo no diabetes tipo I, quando anticorpos atacam células do pâncreas que produzem insulina e assim, desencadeando o diabetes tipo I

Portanto uma Doença AutoImune poderia ser de forma metafórica como algo que chamamos na Psicanálise de Mecanismo de Defesa do Ego. Uma habilidade psíquica que possuímos onde nos defendemos de forma inconsciente contra elementos de nossa conduta os quais não suportamos, como egoísmo, hipocrisia, ansiedades, etc.

Assim como a doença AutoImune faz um ataque de nossas defesas do corpo contra o próprio corpo, um Mecanismo de Defesa rígido faz movimentos de conduta que de certa forma nos prejudica, Negação por exemplo, onde o ser humano nega algo que legitimamente é seu mas não suporta o fato, portanto, nega de forma dura, ameaçando sua saúde mental gerando ansiedades e angústias. Por exemplo: Um homem que é Homo fóbico assim faz pois inconscientemente possui duvidas sobre sua sexualidade, assim nega a homossexualidade de tal forma que pode ser até agressivo, trazendo problemas sérios.

Outro caso paralelo que poderia fazer é com pessoas que tem algo que chamo de “ganho secundário” ou seja, o paciente com sua doença tem algum tipo de ganho psicológico com essa doença, atrair atenção ou até mesmo carinho apenas. Logo, é uma mistura perigosa, um paciente com uma doença AutoImune, somado ao seu “ganho secundário” podemos ter ai um típico maníaco depressivo, hipocondríaco, neuroses em geral, etc.

Quanto ao tratamento psicológico a uma doença AutoImune é um trabalho em conjunto com outros profissionais, assim como o Médico, o psicólogo, psicanalista, terapeuta ocupacional, fisioterapeutas, Fonoaudiólogos, enfim, vários profissionais podem ter um papel importante nas diferentes doenças AutoImunes que existem.

Um acompanhamento psicanalítico se faz presente e importante quando o diagnóstico apresentado tem fundo psicológico de certa forma, como por exemplo o Lúpus eritematoso sistêmico, Erupções cutâneas em forma de borboleta na região abaixo dos olhos e nariz, preenchendo também as bochechas, tipicamente em pessoas com lúpus. Esta é um tipo de doença AutoImune onde a presença de uma análise ou psicoterapia seria importante, onde podemos trabalhar causas ansiógenas, angustiantes que geram o nervosismo agravando as erupções, além da aceitação da dificuldade frente ao problema estético que se apresenta.

Portanto, apesar da doença AutoImune ser tipicamente um tratamento medicamentoso, é possível um acompanhamento psicológico com o intuito de fortalecer as bases psicológicas do paciente para que assim sua recuperação seja menos estressante, angustiante, mais agradável e com o mínimo de traumas psicológicos possíveis.


Espaçobobos

0

Uma saga de um Jedi perdido no tempo e no espaço !!

permita-me contar uma historia: para tanto, entenda do que se trata lendo o post no site do Nerdrops a seguir: http://www.nerdrops.com/podcast/nerdrops/nerdrops-especial-004-a-taverna-do-g-i-joe-encantado/


tudo começou a uns 15 dias, fomos convidados por uma pessoa muito querida a ir no baile de Debutantes dela ! ela disse claramente (apesar de seu nome ser Clara) será "Sábado que vem" destaque para SABADO - isso o ajudará a entender meu cérebro com QI de Ameba cega perdida em tiroteio...

passada uma semana escuto o Nerdrops #004 - poxa que legal !! Gi-com !! adoro Comandos em ação, e terei a oportunidade de conhecer a galerinha do Nerdrops ! certeza que vou ! que dia?? humm ahh final de semana ... ok (então a Ameba dentro de mim profetizou: se o Gi-com será no fim de semana e tenho o baile de Debutantes para ir, sob pena de tomar um tiro de 12 cano cerrado na cabeça, com direito a balas de prata e tudo caso eu não for ! então, irei no domingo)

tudo programado !! computador com os dados já inseridos (GPS pronto), baile rolando ! legalzinho mas blz !! foi legal !! sabado foi isso, a preparação para o baile ! e para a viagem no domingo (percebeu a merda?)

domingo ! acordo cedo umas 8 horas, convidei minha noiva para ir, preparei a camera, tudo ok, e VAAAAPPPOOO fui pra SP !!

liguei meu caça Jedi de 2 lugares e entramos na velocidade purlesca para SP

uma viagem agradável ! um cheiro de merda no ar, adoro a marginal pinheiros !! me lembra os poneis malditos ( q nojinho)

chegamos no local e o R2d2 (gps) profetiza ( vc chegou ao seu destino) "WHHHAAAAATTTT ???" n tem uma alma aqui !!!

Navegadora, analise os dados do computador, acho q erramos em alguma estrela ao voltar da velocidade purlesca !! só pode ser isso..

Débora ao analisar observa que realmente era o local, mas estava muito vazio, demos uma volta em torno do quarteirão, tudo ok, mas fechado ??

parei o carro e perguntei a uma recepcionista do prédio visinho:

Estranho ser de vida, sim pq em SP n tem pessoas "normais", o shopping vitrine aqui do lado, n abre hoje?

Não seu Jedi idiota !

hummm um disturbio na força, Passe-me o data pad (iphone) entrei nos dados base de Coruscant (internet site nerdrops) e verifiquei, Dia 24 !!!

Navegadora, Que dia é hoje

e com toda certeza ela me responde

DOMINGO - DIA 25 !!!

Crisys 2 review

0



Imagine o seguinte...

Você é um soldado, que está lutando para defender seu pais, de repende o submarino em que você está é atacado, e de forma desesperada você tenta sair, assim que consegue, uma "coisa"sai da água, voa sobre você e seus companheiros e abre fogo, ou laser, ou plasma, enfim, você não o que é, mas mata todos seus companheiros e te deixa atordoado.

Levado pela correnteza você chega a margem do rio Hudson, em Nova York, o qual, está destruida, e um ser, totalmente futurista, tecnologico, robótico, do tamanho de um homen, segura uma metralhadora .50 com as mãos e dispara contra o ovni o derrubando.

Este homen vira para você e diz: estou condenado, está em suas mão salvar o planeta, peque este traje, você é nossa ultima esperança e eu estou condenado, eles me chamam de Profeta. e com um tiro na própria cabeça você se levanta, mais rápido, mais forte e mais resistente.



Isso é Crysis 2 ou pelo menos seu inicio...

Joguei e zerei em 4 dias alucinado para ver o final !! o jogo lançado pela EA Games sempre foi referencia pelos gráficos fantásticos, afinal hoje em dia você compra um computador e automaticamente se pergunta: Roda Crysis?

A EA Games tem fama de fazer jogos por atacado e por isso 90% são péssimo, mas !!! MAS !!!

resolveram criar vergonha na cara, esse ano com Crysis 2, com tecnologia Cry Tec e Cry Engine e Battle field 3 (farei um review depois pois ainda não lançou) esses 2 jogos prometem e já cumpriram seu objetivo: ganhar tudo que disputaram...

Com uma jogabilidade impar, gráficos maravilhosos, efeitos visuais e sonoros fantásticos crysis junto com Battlefield series são sem duvida hoje os melhores FPS no mercado.

Você se pergunta: mas e o Call of Dutty? exelente jogo, porem este ano a Ea games ganhou, pela primeira vez, e sai na frente com jogos maravilhosos. COD que se cuide !! nessa briga quem sai ganhando somos nós !

Dica, jogue este jogo com fones de ouvido, a voz do traje é um espetáculo a parte.

Um detalhe, o jogo possui suporte para 3d, portanto se seu monitor for 3d ou sua televisão, manda ver que fica bem legal !!! eu fi isso em 3d na Fnac domingo agora, como vcs sabem fiz uma visita à Fnac esse domingo meio que sem querer... ->http://pirarpg.blogspot.com/2011/09/espacobobos.html

Enfim o jogo empolga, a trilha sonora é FODASTICA, os graficos e jogabilidade também ! comprem o jogo!! vale muito a pena !!

E por falar nisso no site de nossa amiga Ana o Joy in game tem uma promoção do Crysis por metade do preço olha lá !!


http://www.joyingame.com.br/ecommerce_site/categoria_5480_7461_Crysis





ja comprei o meu !!!



e o battlefield 3 já está em pré venda lá também !!

http://www.joyingame.com.br/ecommerce_site/categoria_5479_7461_Battlefield




desse aqui eu converso com vocês depois que chegar o meu...

Fica a dica, minha nota para Crysis 2 é 9.5... exelente jogo !!


e que a força esteja com você, pq com a nano suit estará com certeza


Pira RPG III

0




Simmm amiguinhos aconteceu !!


Devido a vários problemas de logística do Grupo Garras, não fizemos o Pira RPG em 2010, portanto, neste ano mudamos a data para o primeiro semestre, Abril de 2011.
Como esperávamos, não foram tantas pessoas como queríamos, mas acabaram indo mais pessoas que esperávamos. Ótimo, fizemos mais um evento pacifico, divertido, limpo e responsável.

Conseguimos aproximadamente 150kg de alimento que foi doado já para uma instituição da prefeitura de Pirassununga. Vamos lembrar que o objetivo principal deste evento é o fato de ser BENEFICIENTE, através de nosso hobby.

Claro que também temos por objetivo, difundir este Hobby, mostrar que ele é saudável, mas o que tem de melhor do que, Brincar, divertir-se, espalhar algo que é bom e ainda por cima, ajudar quem precisa?

E foi nesse espírito que tivemos mais de 48 pessoas jogando Magic the gatherings, eliminatória pra o campeonato Legacy Brasileiro! Metade do salão de pessoas jogando Magic O DIA TODO !! isso foi muito legal. (mesmo eu achando o jogo de cartas de WoW melhor)



Quanto ao RPg tivemos mesas de White Wolf e Dungeons and Dragons. Acabou não dando tempo de jogar Star Wars, já que o pessoal se empolgou nas mesas anteriores.
Nosso amigo Otávio levou também um jogo totalmente novo para nós e logo de cara pegou 2 mesas, eu juro que não entendi nada então não vou falar muito, MAS !!!!! aqui está o blog dele com detalhes do jogo, acompanham pois lá na hora só não joguei porque tinha um evento pra cuidar !!!

site - >

Nosso Star wars Lightsaber Fight rolou forte, uma galera entro na arena e jogaram 3x3 que parou metade do salão pra dar muita risada. Cada porrada!! Mas não doía nada já que o nosso Mago dos efeitos especiais Eduardo Kull fez os sabres de luz de um matéria que só dói se o Betão e o Pedrão resolverem brincar com isso.


Tivemos mesa de iniciantes, e sim !! uma mesa com 3 mulheres jogando !!! ÉPICO !! uma delas ainda ficou com vergoninha e disse que não ia, MÀS !! a Mel e a Déb entraram em ação e mostraram pra ela que o RPG não é difícil, qualquer pessoa pode jogar e ainda passa o tempo, já que a coitada estava lá parada esperando o campeonato de magic acabar, o qual o namorado estava jogando.

Resultado. Uma mesa com 3 meninas e um garoto de 12 anos, mestrada Pelo Edu Kull e ainda por cima todo mundo gostou, e os novatos prometeram voltar a jogar conosco.

É isso, foi muito legal, mas principalmente a sensação de dever cumprido, através de nosso exemplo, se começar algo nunca desista, apesar de todos os problemas o evento saiu, ajudamos pessoas e nos divertimos. Espero que nosso Hobby cresça muito mais.

Forte abraço a todos !

E que a Força esteja com você! Que é forte.



Segue mais algumas fotos !!













E tome RPG

0

Siiiimmmm amiguinhos !!!
E ai Lindo nosso Layout Novo não !!! Parabéns pro Eduardo Kull !!

Resolvi escrever este post por causa de 2 posts que meu primo extra planar, Tiago, escreveu aqui...

Primeiro: Obrigado aos elogios e ao Tiago pelo post anterior muito bem escrito e com conteúdo! Como disse vou responder com outro post...

meu olho está feliz em ver este blog com conteúdo, pessoas lendo e comentando. (parabéns pro Kull pelo novo layout)
Sim sou mestre que leva as regras como coadjuvante, porem não menos importante, para mim rolar dados é meramente ordem de acontecimentos, por isso eu digo com muita experiência que, não importa o sistema, o mestre tem condições de fazer o que quer. Eu garanto que consigo, usando o 4e, uma historia digna da 3e, 2e ou 1e do D&D

Concordo com o Tiago, realmente o RPG clássico, nosso D&D se tornou comercial, pois como o Léo disse em outro post, eles precisam vender, mas eu já fiz uma aventura de Supers em um mapa da 4e...
Obrigado pelos elogios, e saibam que assim como o Tiago, e todos os outros aqui do PiraRpg, eu luto por esse hobby, critico, crio, jogo, defendo, etc e me esforço para representar da melhor forma o RPG, faço o meu melhor, uso tudo que sei, Psicologia, Teatro, rpg, etc para realizar boas sessões !!! ou até mesmo textos pra defender este hobby, já leram A Carta aberta a Rede Globo, aqui nesse blog mesmo? = http://pirarpg.blogspot.com/2009/07/carta-aberta-rede-globo.html

Tiago... vamos jogar ?! agora fiquei com saldades do 3.5


parafraseando dark flames: o RPG é um teatro onde cada um escreve a história ...
E o mestre pode sim transformar qualquer cenário, naquele que quer e julga ser melhor, basta avisar com a clássica "conversinha", os jogadores antes de iniciar, por isso MESTRES DE RPG, Escolham bem seus jogadores se tem algo especifico em mente !!

Quanto aos jogos casuais: eu sou mestre "forjado" no casual, aprendi a mestrar com uma pessoa que me ensinou que regra não é nada, mas uma boa historia sim vale a pena... Siga as regras para ter ordem no jogo, mas não foque sua atenção nisso !!

Em piracicaba ganhei um apelidinho de Mestre do improviso (sacaram? Mestre de RPG improvisado, não de improviso hehehe)

Forjado no improviso - sim, tínhamos uma brincadeira assim: HOJE QUEM MESTRA? e o escolhido deveria inventar a historia na hora a partir do sistema escolhido... isso me deu muito jogo de cintura... me deu competência em entreter, em perceber o que o jogador quer, em criar imprevisibilidades para apimentar a sessão, e uso isso até hoje.

Então fica a dica, como mestre você tem que fazer uma boa historia, entreter os jogadores e também se divertir, portanto quando quiser inventar uma campanha que VOCÊ mestre gosta, não pense que seus jogadores irão gostar, por isso converse antes para que todos saibam do que se trata, a não ser que queira ensinar algo, como o Kull citou que fiz uma uma sessão de horas sem nenhum combate e foi muito legal para todos...


E já que estamos falando de RPG...

Sobre o assunto criar novos sistemas, historias e publicar, realmente hoje está difícil mas não impossível.

Então pra contribuir com isso, aqui está um trabalho meu, 35 paginas de regras, em colunas, e de 4 meses de estudo de RPG, onde uni tudo que eu gosto nos mais variados sistemas, tem regras lá que nem lembro de onde me inspirei.

Fiquei mais 6 meses testando com alguns jogadores este sistema, ao todo é quase 1 ano de trabalho e ainda não terminei, tem que ter muitos testes.

Portanto resolvi compartilhar com todos vocês que acompanham o Blog, primeiro para me ajudarem a testar, joguem a vontade, aceito reclamações, duvidas de escrita, se não der pra entender algo, enfim...

Esta é minha contribuição, o NS – Novo Sistema, elaborado no sistema D20, ele simula personagens de nível 0 para qualquer outro sistema D20, por isso, não há heróis, apenas pessoas comuns, logo, a ficha é toda penalizada.

Suas formulas são a prova de jogadores “apelões” ou contra os famosos “Combos”, fica impossível você ser bom em tudo. Outro detalhe legal, é que todos os pontos estão calculados para que; quando seu personagem atingir o nível 1 equivalente a qualquer jogo d20, ele estará bem próximo de um personagem criado direto do nível 1. Basta continuar upando o que precisa, e se algo estiver com pontuação maior, basta manter esta pontuação.

Ele é ambientalizado na nossa sociedade moderna, porem, se apenas substituir alguns nomes de classes, você poderá usá-lo nos medievais e futuristas também.

Eu apelidei esse sistema de Gurps d20, já que tem muita regra, mas muita mesmo, existe até perfil de personalidade neste sistema, minha contribuição da psicologia ao RPG.

Eu criei ele para ser um sistema Matrix Plugado, mas já joguei com ele, alem de Matrix, Silent Hill, Máfia (poderoso chefão), Lost, Residente Evil, Vida quotidiana, Alien 8º passageiro e Senhor dos Anéis. Temas como Ficção cientifica, Sobrevivência, Terror e investigação ficam ótimos nesse sistema.

Portanto se você gosta de ralar, ter medo, se assustar com um cachorro de médio porte, este sistema é muito bom para isso, e resgata o velho cagaço em jogar RPeG.

Grande abraço a todos, vamos jogar mais RPG, testem esse sistema e me dêem feedbacks, por favor, eu vou adorar melhorar ele.


Aqui vc poderá baixar o NS - Novo Sistema


E que a força esteja com você, que é forte...

J.Simão Neto - o pequeno Jedi